fbpx

Por Danny Braz

O estresse é um dos maiores vilões da nossa época. Muitas vezes, até o lazer nos deixa estressado. Um filme que deveria ser relaxante, se torna uma chuva de críticas. Uma viagem cansa pela quantidade de coisas a se organizar. Isso, claro, sem falar do trânsito, do trabalho, dos prazos.

Entretanto, a jardinagem, que é muito vista em filmes, livros e séries como sendo um hobby ligado à tranquilidade, pode representar um grande momento de descanso da mente e do corpo após um período cansativo. Por vezes, ela é associada à terceira idade, por ser um “lazer da aposentadoria”.

Contudo, a verdade é que a jardinagem é bem mais do que isso, e pode ser praticada por pessoas de todas as idades, pois realmente proporciona qualidade de vida através da tranquilidade de uma atividade simples, manual e em um ambiente de saúde, beleza e junto ao meio ambiente.

Talvez você possa pensar que cuidar de um jardim demanda muito esforço, o que não é uma verdade. Essa atividade pode ser muito simples e prazerosa. Como em qualquer atividade, demanda empenho e dedicação, mas tudo é facilmente recompensado com o desabrochar de belas flores ou hortaliças. Enfeitar a casa com plantas cultivadas no seu próprio jardim e saborear os alimentos que você mesmo plantou proporciona um prazer incomparável e absoluto.

Muitas vezes, a ideia anima, mas quando se pensa na necessidade de cuidado constante, muitos acabam desistindo. A boa notícia nesse sentido é que hoje já há tecnologia disponível para uma manutenção automatizada. Sistemas de irrigação demandam pouca manutenção e ainda garantem que a dosagem correta de água chegue às plantas de forma remota e automatizada. Há inclusive o reaproveitamento da água de chuva, fazendo com que o excesso das estações chuvosas armazene o recurso para ser usado nos meses de estiagem.

E o melhor de tudo é poder controlar isso através de aplicativos de celular, sem grandes esforços e conhecimentos técnicos. Assim, o dia a dia fica nas mãos da tecnologia, enquanto que nos dias livres, colocar a mão na terra se torna apenas a parte prazerosa e relaxante do processo.

A jardinagem é um hobby muito interessante. Conhecer novos tipos de planta, saber a que elas se adequam, do que precisam, quais são mais bonitas em que época do ano, são as partes legais de se plantar algo. A tecnologia entra como ferramenta de auxílio, para eliminar a sensação de “obrigação”, aumentando assim o prazer.

Vale a pena se dar a chance de experimentar essas sensações. Fazer o que gosta, se conectando com a natureza, pode ser a sua melhor estratégia contra o estresse e a correria do dia a dia.

Danny Braz é engenheiro civil, consultor internacional com foco em construções verdes e diretor geral da empresa Regatec.

Deixe um comentário

pt_BR
pt_BR